terça-feira, 29 de novembro de 2005

Na janela (... e quem está no jardim?)

Folha de S.Paulo, 29 de novembro de 2005 :
"estrangeiro pesquisa mais na Amazônia"
Pois é, a reportagem diz que até outubro de 2005, de 1.026 artigos sobre a Amazônia, 427 são de estadunidenses (destes, 84 em co-autoria com brasileiros) e os brasileiros tem 379 (destes, 172 em co-autoria com instituições da Amazônia). Ao todo, os estrangeiros são responsáveis por 63% das pesquisas, enquanto que os brasileiros são responsáveis por apenas 37%.
Os dados foram divulgados por Adalberto Val, do Laboratório de Ecofisiologia e Evolução Molecular do Inpa (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia), que diz: "Eu chamo isso de taxa de perda da soberania".

Outro agravante é que, dos 2.849 programas de pós-graduação do país, apenas 75 são da Amazônia.

A imprensa também não parece muito preocupada. Neste mesmo jornal, neste dia, o caderno "Folha Ciência" onde a matéria foi publicada tem apenas duas páginas, na primeira 50% da página está ocupada por um comercial da operadora de telefonia móvel TIM e na segunda, cerca de 80% da página está ocupada com um comercial das Lojas Americanas.

Bom, acho que não precisaria dizer mais nada, mas só para concluir: um país com tão rico território e que não dá espaço nem apóia as pesquisas científicas por instituições e pesquisadores nacionais.......
o que será dele?????

elo para a matéria da Folha de S.Paulo: http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u14002.shtml

Nenhum comentário: