terça-feira, 6 de dezembro de 2005

Mero detalhe

Ao estudar Sociologia passamos a compreender como as forças sociais modelam as atitudes e os comportamentos individuais e a conseqüente necessidade da inter-relação, da comunicação e da divisão das tarefas, que estruturam a sociedade; percebemos também uma espécie de dramaturgia a envolver as relações humanas; a distribuição de máscaras ou personagens aceitas pelas pessoas, consciente ou inconscientemente, no seu dia-a-dia; enxergamos que, muitas vezes, essa aceitação irrestrita de papéis sociais coloca uns em situações desfavoráveis em relação a outros.

Contudo, faço uma advertência: não devemos nos ater apenas às teorias sociológicas. Essas, normalmente colocam as pessoas em geral como seres passivos, destituídos de interesses próprios. As teorias são assaz generalizantes e, não raras vezes, dogmáticas. A Sociologia não deve nunca relevar os instintos, e o fato de não sermos pura razão. Muitos pretensos sociólogos, embebidos em suas teorias/ideologias, se esquecem desse "mero" detalhe.

...

Nenhum comentário: