sexta-feira, 1 de julho de 2011

Algumas coisas só funcionam no grito.

beto o tristão

A avenida Leste Oeste em Fortaleza, a principal via de acesso às praias do litoral Oeste, não terá mais recolhimento do lixo no seu canteiro central. O local serve como depósito comum para a população, que sem dia e nem hora marcada, colocava sacolas e sacolas de lixo no local. A prefeitura avisou, pediu, dialogou, mas não teve jeito, foi necessária uma medida mais drástica para solucionar o problema. A empresa responsável anunciou que não irá mais fazer o recolhimento no local.

Mas a medida não foi adotada aleatoriamente, já que tal decisão afeta diretamente a população de 05 bairros: Cristo Redentor, Barra do Ceará, Goiabeiras e Pirambu. De acordo com as instruções transmitidas para a população local, todo os resíduos devem ser colocados nas ruas próximas, onde o recolhimento continuará acontecendo normalmente.

O tipo de ocupação residencial no entorno da avenida, configurou na vizinhança inúmeras vielas que impossibilitam o trânsito de caminhões. Para agilizar e melhorar o recolhimento do lixo no local, dando maior comodidade para a população, foi desenvolvido um sistema de coleta de porta em porta. Todos os garis que desempenham essa função são comunitários e fazem o recolhimento as terças, quintas e sábados a partir das 16 horas.

Segundo o superintendente da Ecofor, João Júlio, serão feitas quatro ações para organizar o trabalho de recolhimento de lixo no local. “Além dos garis comunitários e da coleta convencional do caminhão verde, também serão coletados os entulhos de pequenas construções junto com um trabalho de panfletagem pedindo que se evite o despejo de lixo no canteiro central da Avenida Leste-Oeste, um dos mais problemáticos da capital”. Com essas ações, a prefeitura espera dar fim às quase 10 toneladas de lixo que são depositados diariamente no canteiro da avenida.

Nenhum comentário: